A MUDA DA PENA

29-12-2009 22:50

 

MUDA DE PENAS

Leonardo Monteiro (juiz OBJO)

Revista SOBC 98

É importante entendermos esse período que ocorre na vida de nossos pássaros, já que esse é o período em que as aves ficam mais debilitadas, perdem resistęncia e energia, por isso convém aos criadores dar-lhes atençăo especial, através de uma boa alimentaçăo e protege-los do frio, em especial evitar as correntes de ar. Com esses cuidados básicos os pássaros estarăo sempre sadios e năo terăo problemas físicos quando chegar a época da reproduçăo. 

A muda ocorre por um processo norma, diretamente relacionada a fatores biológicos associados aos hormônios produzidos na tiróide. Ela é necessária porque as penas embora muito resistentes começam a se desgastar com o tempo e acabam sendo substituídas por penas novas. 

O processo de muda é sempre posterior ao período de reproduçăo, mesmo durante a muda os pássaros năo perdem todas as penas ao mesmo tempo, mantendo sempre uma quantidade razoável de penas para protege-los do frio e possibilita-los de voar. 

A muda das asas, por onde em geral começa o processo, é simultânea, trocando as penas primárias na seqüęncia de dentro para fora e as secundárias de fora para dentro. Essa ordem pode variar, com a muda ocorrendo nos dois sentidos ou na ordem contrário. Com relaçăo as outras penas do corpo elas săo trocadas da parte traseira em direçăo a cabeça e as penas da cauda săo trocadas do centro para as extremidades. 

Os filhotes na sua maioria nascem praticamente pelados, coberto apenas por uma finíssima plumagem, mas quando saem do ninho já estăo quase que na sua totalidade empenhados. Esses filhotes fazem uma muda por volta de tręs ou quatro meses de vida, mas só a muda que ocorre por volta de um ano de idade os deixam com a plumagem de pássaros adulto. 

Lembramos que as penas năo nascem na época da muda, caso o pássaro perca uma pena ou o criador a retire ela será reposta imediatamente. 
http://canarios-vitorino.webnode.com.pt/
Voltar

Procurar no site